Muitas voltas que o mundo deu depois…

Sempre fui fascinada por comidas de desenhos animados. Ficava intrigada com aquelas aves assadas, tortas que esfriavam em janelas, panquecas empilhadas, mas principalmente com os doces. Waffles, quebra-queixos, caramelo puxa-puxa cor-de-rosa e marshmallows me fascinavam. Eu entendia que eram doces pelo contexto das histórias, pois eram coisas que não faziam parte do meu mundo real mas instigavam meu curioso paladar de criança.

Com o tempo, graças – sei lá – à globalização, à situação do Brasil, à abertura econômica, à ‘democratização da informação’ ou coisas do gênero, começaram a abrir lojas que importavam estes doces e os vendiam a granel, e pude finalmente realizar meu sonho de criança assídua de desenhos. Com muitos me decepcionei, alguns gostei, e outros, não consegui chegar a uma conclusão. É o caso dos marshmallows.

Aqueles doces cilíndricos que pareciam travesseirinhos macios eram levemente doces, elásticos quando mordidos e diferentes de tudo o que eu conhecia. Não, não eram parecidos com maria-mole, era parecido com… nada, não tinha com o que comparar. Por isso não conseguia dizer se gostava ou não. Quando tinha em casa, eu comia. Mas continuava sem saber se gostava. Na dúvida, dizia que não.

Parêntese: nem preciso dizer que uma das primeiras coisas que fiz foi espetar um marshmallow em um garfo e queimá-lo na boca do fogão. Tinha que saber como era, depois de ver tantas vezes o Snoopy, Charlie Brown e turma comendo marshmallows queimados em fogueiras. O doce se acentua, fica mais saboroso mas tem que ficar em pé (precisa de uma fogueira) e queima a boca. Continuei em dúvida.

Já tinha visto receitas de marshmallows em muitos livros que tenho e até na televisão. Mas nunca tinha sentido vontade de fazer, até que vi o marshmallow do livro da pastry shop Miette, de São Francisco. Parecia relativamente simples e usava gelatina em pó (todas as outras receitas que tenho e vi são com gelatina em folha, que não tenho em abundância em casa).

Aproveitaria que nesta semana foi aniversário do meu amigo Raphael, designer competentíssimo que criou o meu lindo logo e ia ganhar os marshmallows de presente (depois de experimentados e aprovados, claro). Precisava fazer marshmallows em casa para saber se o caseiro tem um gosto melhor e tiraria minha opinião da neutralidade. Segue a minha versão da receita do livro.

Antes de começar, você precisa de três equipamentos importantes: uma assadeira de 22,5 X 32,5 (nº 2), um termômetro culinário e uma batedeira potente, potente mesmo. Os ingredientes:

  • 1/2 xícara amido de milho
  • 1/2 xícara açúcar confeiteiro
  • 3 colheres (sopa) mais 2 colheres (chá) gelatina em pó sem sabor
  • 1/3 xícara água, mais 1/2 xícara de água (medidas separadamente)
  • 2 xícaras açúcar granulado (usei Doçúcar)
  • 1/2 xícara glucose de milho (usei aquela transparente, densa e caudalosa)
  • 3 claras de ovos grandes
  • 1 colher (sopa) essência baunilha
  • 1/4 colher (chá) sal
  • 1/2 fava de baunilha (eu não tinha e usei duas colheres – sopa – de pasta saborizante para sorvete de baunilha – Fabbri)

Peneire o amido de milho e o açúcar confeiteiro em uma tigela. Unte a assadeira com gordura vegetal e polvilhe a mistura de amido e açúcar. Reserve o que sobrou. Em uma tigela, hidrate a gelatina com o 1/3 xíc. de água. Reserve.

Em uma panela, coloque o açúcar granulado, a glucose, as sementes raspadas da fava da baunilha (o que eu não fiz) e a 1/2 xíc. de água. Coloque o termômetro na panela e leve ao fogo médio-alto.

Enquanto isso, bata as claras, a essência e o sal na batedeira até ficar em neve. Quando a calda chegar aos 128 graus, retire a panela do fogo e, com a batedeira em velocidade baixa, vá despejando aos poucos, em fio, a calda nas claras até acabar (neste momento coloquei a pasta saborizante). Aumente a velocidade da batedeira para média-alta e bata, bata, bata até a mistura – que neste momento está quentíssima – ficar em temperatura ambiente e formar picos firmes (é bastante tempo).

Despeje a mistura na assadeira preparada, espalhe e alise com uma espátula e polvilhe por cima a mistura de amido e açúcar. Cubra e deixe descansar por 6 horas. Desenforme sobre uma superfície polvilhada com amido e açúcar, corte com uma faca untada e passe os marshmallows cortados na mistura de amido e açúcar. Segundo o livro, os doces duram até 5 dias em recipiente hermeticamente fechado.

Eu realmente fiz esta receita para tirar os marshmallows do limbo da minha lista de ‘não sei se gosto’, mas quando experimentei estes, juro que continuei em dúvida. São mais saborosos que os comprados, sim, mas ainda parecem travesseirinhos macios e doces. Passaram-se tantos anos, o mundo deu muitas voltas, consegui até fazer minha versão dos marshmallows, e eles continuam onde eu os coloquei na primeira vez que experimentei. Mas sabe de uma coisa? Acho que eles estão bem. Quem sabe daqui a algum tempo eu tente de novo…




Sobre Ana Sakamoto

jornalista não praticante, vive em São Paulo. Gosta de cores e sempre atravessa na faixa.
Esse post foi publicado em doces. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Muitas voltas que o mundo deu depois…

  1. Gonzalez disse:

    Saka! Os Marshmallows ficaram incrívelmente gostosos, sua textura macia só pode ser comparada ao apertar de bochechas de um Querubim. O sabor ficou super equilibrado, uma delícia. Me dividi na dura tarefa de, hora derreter no chocolate quente, hora degustá-los puros.
    Além disso, os biscoitos (por que vc não escreveu sobre os biscoitos?) de baunilha estavam impecáveis!

    Bj e mais uma vez obrigado pelos presentinhos!

  2. Luciano disse:

    Parece gostoso…

  3. françoise disse:

    ulalá. olhando parece maria mole sem coco ralado. o gosto ficou bom?

    • Ana Sakamoto disse:

      Ol, mulher! ficou bem saboroso. Era marshmallow, parecido com o comprado, mas mais saboroso. At o meu pai comeu um monte e gostou!!

      ________________________________

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s