Mais uma da Julia Child… bolo de laranja

Nesta semana, fiz mais uma receita do Mastering the Art of French Cooking, da sensacional Julia Child. Acho incrível como a maioria das receitas deste livro pedem ingredientes simples, e resultam em coisas tão bacanas como o crème brulee e este bolo de hoje – o Gâteau à l´orange – ou bolo de laranja.

 

São apenas cinco ingredientes – açúcar, farinha, ovos, suco e raspas de laranja – e um pouquinho de sal. A receita sugeria uma forma redonda para assar o bolo, mas decidi fazer em uma forma com furo no meio, pois não ia rechear nem nada. Queria ver se o bolo era bom mesmo puro, sem ajuda de ninguém. Foi uma grata surpresa, confesso. Bom, segue a receita, com minhas observações.

GÂTEAU À L´ORANGE

  • 114 g de açúcar cristal
  • 4 gemas
  • 1/4 xícara de suco de laranja coado
  • raspas da casca de uma laranja
  • 100 g de farinha
  • 4 claras
  • uma pitada de sal
  • 1 colher (sopa) de açúcar

Preaqueça o forno a 180º. Unte e enfarinhe uma forma redonda de 22 cm. (eu usei uma forma com furo no meio de 24 cm de diâmetro. Deu certo, só tive um pouco de trabalho pra desenformar, pois ela era canelada. Acho que em uma forma lisa sairia mais fácil.)

Sempre que uma receita pede claras em neve e gemas batidas com açúcar, eu bato primeiro as claras em neve. Fiz isso neste bolo, pois Julia dizia para começar batendo as gemas e só lá pelo fim da receita, bater as claras. Por isso deixo todos os ingredientes separados com antecedência, o que agiliza todos os batimentos. Desta maneira, posso deixar as claras batidas e elas não murcham. E eu não preciso lavar duas vezes o batedor, já que para bater claras perfeitamente o batedor precisa estar limpo e seco.

Bata as claras em neve com a pitada de sal até espumar bastante. Neste momento, acrescente a colher de açúcar e bata bem até que as claras fiquem bem firmes. Reserve.

Em outra tigela da batedeira, bata as gemas com o açúcar cristal até que fique bem claro e fofo. (note que eu usei o batedor com um pouquinho de clara em neve grudada, pois não faz diferença no resultado final.)

Acrescente as raspas de laranja e o suco de laranja. Bata de novo até que a mistura fique leve e espumante.

Coloque a farinha e mexa bem.

Acrescente à mistura de gemas metade das claras em neve reservadas. Misture delicadamente e quando estiver bem homogêneo, acrescente o resto das claras. Misture bem.

Distribua a massa na forma e leve ao forno…

por 25 a 30 minutos, ou até que o bolo passe no teste do palito. (na receita original, Julia diz que o tempo aproximado de forno é de 30 a 35 minutos. O meu bolo ficou por 25 minutos e quase queimou. O tempo foi menor pois a forma era de furo no meio.)

Deixe o bolo esfriar um pouco, passe uma faquinha para soltar o bolo da forma e vire-o sobre uma grade.

Quando o bolo estiver totalmente frio, Julia sugere polvilhar açúcar de confeiteiro sobre ele.   Foi o que eu fiz.

Minhas impressões sobre o gâteau a l´orange: é uma massa muitíssimo leve e fofa. É tão macia que parece um colchãozinho. É um pão de ló de laranja. Bem diferente das massas amanteigadas, que proporcionam bolos mais firmes.

O sabor é muito bom. Apesar de levar pouco suco de laranja, o sabor e aroma de laranja são flagrantes, o que me surpreendeu positivamente. Uma delícia de bolo. Diferente daqueles bolos de laranja de padaria, mas vale a pena. Mais uma reverência à Julia Child e suas receitas maravilhosas…

Sobre Ana Sakamoto

jornalista não praticante, vive em São Paulo. Gosta de cores e sempre atravessa na faixa.
Esse post foi publicado em bolos, bolos rápidos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Mais uma da Julia Child… bolo de laranja

  1. isabel geraldo disse:

    Andreína, ola
    Descebri o seu blog na procura de receitas da Julia também (por causa do Filme) fiz o bolo de laranja, fantastico leve, saboroso. mas quando arrefece abate para metade.
    O seu (na foto) está lindo ..devo fazer alguma coisa errada, pode ajudar-me
    obriga e parabens pelo blog

  2. kamillz disse:

    Nossa adorei essa receita da julia!!tenho 19 anos e conheci julia child esse ano no filme julia &julie!! Moro em teresopolis e aqi nao tem o livro dela!adoraria provar o buef borguinhon (desculpe os erros) delakkkkk adorei seu blog parabens e como julia dizia:

    bon apettit
    Bjss

    • Ana Sakamoto disse:

      olá, confesso que comprei o livro por causa do boeuf bourguignon (tive que olhar no livro pra escrever direito) que no filme parecia ser maravilhoso… mas ainda não tive coragem de fazê-lo, pois é um pouco trabalhoso. no entanto, fiz outras receitas que são surpreendentes no sabor, como o suflê de queijo e as alcachofras à Provençal. acho que o mais bacana das receitas da Julia Child é que levam ingredientes simples (como o creme brulee, que já postei aqui no blog) e ficam muito saborosas. surpreendentemente saborosas. se você tiver a oportunidade de comprar o livro, é uma boa aquisição. eu tenho uma versão simples, em inglês, com capa de papel, sem ilustrações – é a versão pop do livro que aparece no filme (que é grande, ilustrada e capa dura). para quem tem paciência de ler todas as receitas e variações, vale a pena. um beijo
      Ana

  3. Andreína disse:

    Olá Ana. Obrigada pela tua generosidade. Vivo em Portugal e, sinceramente, não sei o que é açúcar cristal. Será que me podes ajudar e esclarecer esta dúvida? Aguardo a tua resposta e, mais uma vez,obrigada.
    Andreína

    • Ana Sakamoto disse:

      Olá Andreína,
      o açúcar cristal é um açúcar um pouco mais grosso que o açúcar refinado (o açúcar mais comum aqui no Brasil, de grãos minúsculos e bem branquinhos – mas não é o de confeiteiro ou impalpável, ok?).
      No processo de produção do açúcar, o açúcar cristal fica entre o açúcar demerara e o refinado. A diferença é que o cristal tem grãos maiores e um pouco menos processados que o açúcar refinado.
      Fiz a receita com açúcar cristal pois era o que pedia na receita da Julia Child, mas acho que é possível substituir tranquilamente o açúcar cristal por açúcar refinado, comum. Eu, muitas vezes, quando não tenho cristal, uso refinado.
      por favor, me diga se a minha explicação te ajudou.
      boa sorte e um abraço!

      • Andreína disse:

        Olá Ana,
        É claro que a tua resposta me ajudou. Uma resposta bastante pormenorizada, até! Aqui, também é mais comum o refinado. Vou ver se encontro o açúcar de grãos mais grossinhos.
        Recentemente, vi, pela primeira vez, o filme “Julie e Julia”, que é, sem dúvida, uma inspiração.
        Para mim, cozinhar de forma apressada não dá; gosto de cortar os legumes quase de forma simétrica e de sentir o apurar dos ingredientes. Nas sobremesas, gosto de envolver muito bem todos os ingredientes. Mas o que me dá mais prazer é ver as outras pessoas a provar e a deliciarem-se (quando corre bem!).
        Ana, mais uma vez obrigada, por que é preciso ser-se muito generosa, para partilhar o que quer que seja com o mundo inteiro.
        Bom início de semana.
        Abraço.

  4. Estela disse:

    Tive o privilégio de experimentar e gostei muito porque não é pesado, é bem fofinho e saboroso.
    Bjos,

    Estela.

  5. Myrna disse:

    fala sério… tô aguada por um bolo de laranja desde aquele dia que te falei do bolo de fanta!!! tô até sentindo o cheiro! pena que eu nem sei fazer bolo… hummmm beijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s